Medtronic

Doença Venosa

Explicando a IVC (Insuficiência Venosa Crônica)

As veias das pernas saudáveis têm válvulas que mantêm o sangue fluindo para o coração. A insuficiência venosa crônica se desenvolve quando as válvulas param de funcionar corretamente e permitem que o sangue flua para trás (ou seja, refluxo) e se acumule nas veias das pernas. Se a insuficiência venosa crônica não for tratada, os sintomas podem piorar com o tempo.

Causas das Varizes

A insuficiência venosa crônica pode causar os seguintes sintomas em suas pernas1:

  • Varizes
  • Inchaço
  • Cansaço
  • Feridas abertas na pele
  • Dores
  • Cãimbras
  • Coceira
  • Inquietação

Insuficiência Venosa Crônica

A IVC, uma das causas ocultas da ulceração venosa, é uma condição médica potencialmente grave e progressiva. Os sintomas podem piorar ao longo do tempo se não for tratada.

Veias Varicosas

Veias Varicosas

Inflamação

Inflamação

Alterações na pele

Alterações na pele

Úlceras na pele

Úlceras na pele

A insuficiência venosa crônica é 2 vezes mais prevalente que a doença coronariana e 5 vezes mais prevalente que a doença arterial periférica.

  • As varizes podem ser mais do que apenas uma questão estética;
  • Varizes não são o mesmo que vasinhos;
  • Varizes afetam homens e mulheres

Fatores de Risco

A IVC pode afetar qualquer pessoa; sexo e idade são fatores que podem aumentar o risco.3 Por exemplo, mulheres com mais de 50 são mais propensas do que outros para desenvolver a IVC. Outros fatores que podem aumentar o risco incluem:

  • Hereditariedade
  • Trauma
  • Obesidade ou excesso de peso
  • Fumar
  • Estilo de vida sedentário
  • Longos períodos em pé
  • Gravidez atual ou anterior

Prevenção

Para formas leves da IVC, mudanças no estilo de vida podem ser recomendadas para controlar os sintomas existentes e evitar outros. As seguintes medidas podem ajudar a prevenir varizes e a IVC4:

  • Administre o peso corporal;
  • Exercite-se regularmente, com foco em exercícios que trabalham as pernas (corrida ou caminhada);
  • Eleve as pernas sempre que possível;
  • Evite longos períodos em pé ou sentado;
  • Evite roupas apertadas em torno da cintura, virilha ou pernas;
  • Evite sapatos que limitam a utilização dos músculos da panturrilha (ou seja, saltos altos);
  • Mantenha uma dieta com pouco sal e alimentos ricos em fibras.

Tratamentos

Varizes são muitas vezes mal interpretadas como um problema estético e muitas pessoas que vivem com varizes não procuram tratamento. A boa notícia é que existem opções de tratamento minimamente invasivas disponíveis para varizes e IVC.

  • O procedimento de radiofrequência utiliza o calor controlado e consistente entregue pelo cateter para selar a veia doente. Uma vez selada a veia, o sangue é redirecionado para veias saudáveis mais próximas;
  • O procedimento de radiofrequência foi rigorosamente testado e comprovado em vários estudos e pacientes.5-8

O seu médico pode ajudá-lo a decidir qual opção de tratamento é melhor para você.

Quer saber mais, entre em contato

Clique aqui

Referências:

1.  Criqui, M.H., Denenberg, J.O., Langer, R.D., Kaplan, R.M., & Fronek, A. (2013). Epidemiology of Chronic Peripheral Venous Disease. In J.J. Bergan & N. Bunke-Paquette (Eds.), The Vein Book (pp. 27-36). New York, NY: Oxford University Press.

2.  American Heart Association, SIR, Brand et al. “The Epidemiology of Varicose Veins: The Framingham Study”.

3. “Chronic Venous Insufficiency.” Vascular Web. Society for Vascular Surgery, Jan. 2011. Web. http://www.vascularweb.org/vascularhealth/Pages/chronic-venous-insufficiency.aspx.

4. "Varicose Veins and Spider Veins.” Department of Health and Human Services, June 2010. Web. http://www.womenshealth.gov/publications/our-publications/fact-sheet/varicosespider-veins.pdf.

5. Proebstle TM, Alm BJ, Gockeritz O et al. Five-year results from the prospective European multicentre cohort study on radiofrequency segmental thermal ablation for incompetent great saphenous veins. British Journal of Surgery. 2015;102:212-8.

6.  Proebstle T, Alm J, Gockeritz O, et al. Three year European follow-up endovenous radiofrequency thermal ablation of the great saphenous vein with or without treatment of calf varicosities. J Vasc Surg. 2011;54(1)146-52.

7.  Almeida JI, Kaufman J, Goekeritz O, et al. Radiofrequency Endovenous ClosureFAST versus Laser Ablation for the Treatment of Great Saphenous Reflux: A Multicenter, SingleBlinded, Randomized Study (Recovery Study). JVIR June 2009.

8.  H. Rasmussen, M. Lawaetz, L. Bjoern, B. Vennits, A. Blemings and B. Eklof, Randomized Clinical Trial Comparing Endovenous Laser Ablation, Radiofrequency Ablation, Foam Sclerotherapy and Surgical Stripping for Great Saphenous Varicose Veins. British Journal of Surgery Society Ltd., Wiley Online Library, http://www.bjs.co.uk/f, March 15, 2011.